Imagem de fundo de topo
evento . Sessão 02 . 03|06

Ciclo de Debates Africa Habitat

Dipanda

FAUL, Gestual-CIAUD; Arquiteturas Film Festival . 03 de Junho de 2021

 

ver: https://youtu.be/s3O33OXnyps

 

  • Oradores:

Manuela da Fonte, Zezé Gamboa

 

  • Moderação:

Nádia Albuquerque

 

 

Filme: Uma festa para viver 

Ruy Duarte de Carvalho 
Angola, 1975, 35' 
 
Filmado durante 15 dias antes da Independência de Angola, e em contagem decrescente, o filme retrata as expectativas de uma família do Bairro do Cazenga em Luanda, dos trabalhadores da TAP, e a cerimónia que teve lugar neste bairro periférico da capital no dia 11 de Novembro.
http://arquiteturasfilmfestival.com/2021/uma-festa-para-viver/

 

 

Filme: Afectos de Betão - Zopo LAdy 

Kiluanji Kia Henda
Angola, 2014, 12' 
 
Inspira-se livremente no primeiro capítulo de Mais um dia de vida (1976), do jornalista e escritor polaco Ryszard Kapuściński, relato auto-biográfico poético sobre o verão de 1975 em Angola, para abordar as resignificações do processo de independência através dos seus sucessivos horizontes temporais. Se os processos de construção e de organização do ponto de vista e a reflexão sobre as formas visuais modernistas são centrais, o filme é estruturado narrativamente por temporalidades múltiplas e difusas, do período anti-colonial ao presente.