Imagem de fundo de topo
outros sites

 


África

 

Imagem

African Centre for Cities: “O ACC é um centro interdisciplinar da Universidade da Cidade do Cabo com mandato para realizar pesquisas significativas sobre como entender, reformular e lidar com crises urbanas urgentes. Como a maioria dos desafios urbanos – por exemplo, segurança alimentar, adaptação às mudanças climáticas, inclusão econômica, vitalidade cultural e tolerância – são inerentemente interdisciplinares e espacialmente estratificados, o ACC fomenta a coprodução de conhecimento entre a academia e outros setores sociais. Além disso, a pesquisa é projetada com múltiplos públicos em mente e com a preocupação de enriquecer continuamente o currículo e o desenvolvimento da pós-graduação” African Centre for Cities (tradução livre). Ver: https://www.africancentreforcities.net/about/acc-at-uct/

 


Angola

 

 

Development Workshop Angola: “A Development Workshop trabalha em Angola desde 1981 a pedido do governo nacional para ajudar no desenvolvimento de políticas e programas para assentamentos humanos e habitação de auto-ajuda. Ao longo das últimas décadas, a DW adotou uma estratégia de apoio à emergente sociedade civil angolana e ao processo de descentralização do governo local, trabalhando em estreita colaboração com organizações comunitárias locais.” DW Angola (tradução livre). Ver: https://dw.angonet.org/.

Development Workshop Angola – Centro de Documentação 

Development Workshop Angola – “Friday” Debates 

 

 

Observatório da Chicala

 

Observatório da Chicala: “O Observatório da Chicala é um arquivo sobre a história e cultura urbana do bairro da Chicala, sua relação com a cidade de Luanda e com os assentamentos de formação espontânea em Angola, em África e no Mundo. O Observatório da Chicala é uma base de dados formulada através de métodos participativos de investigação envolvendo moradores, autoridades locais e profissionais de várias áreas. O projecto de investigação está sediado no Departamento de Arquitectura da Faculdade de Engenharia da Universidade Agostinho Neto (Angola) e é coordenado por Isabel Martins e Paulo Moreira. A equipa é formada por Analicia Gonçalves da Silva, Érica Mogado, Daniel de Freitas e Joana Venâncio, e um grupo de moradores da Chicala, entre os quais o fotógrafo Paulino Damião (“Kota 50”) e família, os artesãos Mestre Nelito e João Manuel, e inúmeros kambas e investigadores do bairro e do Mundo.” Observatório da Chicala. Ver: https://www.chicala.site/sobre/

 

 

 

Fórum Digital urbano de Angola: O Fórum Urbano em AngoNet é um espaço digital de diálogo entre as comunidades e os governos locais em Angola acerca do planeamento e desenvolvimento. Este website é uma plataforma de partilha de informação sobre os serviços básicos e infra-estrutura nos municípios de Angola. O Fórum Urbano também possui websites exclusivos para fóruns de cariz local – grupos de moradores organizados para defender os serviços e colaborar com a administração do governo – que atuam nos municípios de Luanda.” Fórum Digital Urbano de Angola. Ver: https://forum.angonet.org/sobre/

 

 

KixiCrédito

KixiCrédito: “A KixiCrédito é uma Sociedade de Microcrédito, a primeira a ser licenciada pelo BNA, em 2008. A sua actividade consiste em conceder crédito a micro e pequenos empreendedores, com a finalidade de contribuir para o crescimento dos seus negócios e consequentemente a melhoria da qualidade de vida das suas famílias. Apesar da data do seu licenciamento, suas operações tiveram início nos anos 90 através do programa Sustainable Livelyhood Program (SLP), iniciativa da Development Workshop Angola (DWA). Sua criação teve como motivações, o apoio à Mulheres que desempenhavam pequenas actividades econômicas nos mercados informais, maioritariamente residentes em campos de deslocados internos, numa altura em que a guerra civil assolava o país, que resultou na desestruturação familiar e na busca de refúgio na capital a procura de melhores condições de vida.” KixiCrédito. Ver: https://www.kixicredito.com/quem-somos/

 


Moçambique

 

 

Kaya Clinica: “A KAYA CLINICA é um consultório para ajudar e apoiar as populações a resolver os mais diversos problemas da sua habitação.” Kaya Clinica. Ver: https://www.facebook.com/kayaclinica/

 

 

Casas Melhoradas: “Casas Melhoradas é um projeto de pesquisa aplicada em habitação para grupos de menores recursos nos assentamentos informais de Maputo, Moçambique, com três focos: 1) desenvolver métodos alternativos de construção para melhorar a qualidade e diminuir o custo da habitação; 2) desenvolver tipologias habitacionais que utilizem espaço e infraestrutura de forma mais econômica para iniciar um desenvolvimento urbano mais sustentável; 3) engajar-se na construção de moradias para aluguel a preços acessíveis por meio de parcerias públicas e privadas para ampliar o impacto do projeto.” Casas Melhoradas (tradução livre). Ver: http://casasmelhoradas.com/?p=16

 

 

 

Associação IVERCA: “A Associação IVERCA|Turismo, Cultura e Meio Ambiente é uma agremiação liderada por jovens estudantes e profissionais do turismo, que visa promover e desenvolver o Turismo, Cultura e Meio Ambiente em Moçambique”. Associação IVERCA. Ver: https://www.iverca.org/index.php?option=com_content&view=article&id=88&Itemid=190&lang=pt

 

 

Associação Moçambicana para o Desenvolvimento Urbano, AMDU: “A AMDU é uma organização não-governamental, addociação de profissionais sem fins lucrativos, estabelecida em 1992 para promover o desenvolvimento urbano.” AMDU. Ver: https://www.facebook.com/amdu.mozambique/

 

 

 

Centro de Direito do Ambiente, da Biodiversidade e da Qualidade de Vida, CEDAB: “O Centro de Direito do Ambiente, da Biodiversidade e da Qualidade de Vida (CEDAB) é uma unidade interna da Faculdade de Direito da UEM de promoção, investigação, extensão, consultoria e prestação de serviços no domínio da tutela colectiva.” CEDAB. Ver: https://www.facebook.com/Centro-de-Direito-do-Ambiente-da-Biodiversidade-e-da-Qualidade-de-Vida-104033578161091/

 

 

MUSEU MAFALALA - YouTube

 

Museu Mafalala: “Museu Mafalala É um museu de base comunitária e que obedece aos fundamentos da museologia social. O Museu apresenta como fundamento do seu discurso curatorial a Mafalala e lança um olhar para a cidade de Maputo através da periferia.
O Museu Mafalala resulta dum processo comunitário orgânico e participativo liderado pela Associação IVERCA | Turismo, Cultura e Meio ambiente (www.iverca.org) através do seu programa de promoção e exploração do património cultural do bairro histórico da Mafalala, em Maputo – Moçambique.” Museu Mafalala. Ver: https://museumafalala.org.mz/quem-somos/

 

 

AMOR - Associacao Mocambicana de Reciclagem

 

Associação Moçambicana de reciclagem, AMOR:As quantidades de resíduos produzidos aumentaram de maneira significativamente nos últimos tempos, como consequência do forte crescimento populacional, e do aumento do consumo, o que torna a gestão dos resíduos sólidos um desafio maior em Moçambique visto que maior parte destes são depositados sem nenhum tratamento em lixeiras a céu aberto. Neste contexto, a Associação Moçambicana de Reciclagem (AMOR) foi criada em 2009 com o objectivo de promover e organizar a reciclagem de resíduos no país.” AMOR. Ver: https://www.associacao-mocambicana-reciclagem.org/pt/quem-somos/

 

 

FDC Logo

Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade, FDC: “A Fundação surge da convicção de que a pobreza é fruto de um complexo mecanismo de marginalização e exploração dos mais desfavorecidos; de uma fraca divulgação de conhecimentos científico e técnico e de tecnologias apropriadas; de um sistema de acesso a recursos dificilmente aproveitado pelas camadas sociais que não beneficiam de educação e enquadramento nas instituições formais da sociedade e da economia.” FDC. Ver: https://fdc.org.mz/pt/

 

 

 

Justiça Ambiental, JA!: “A Justiça Ambiental (também conhecida pelo acrónimo JA!) é uma ONG de carácter voluntário que opera em Moçambique. A organização foi fundada em 2004 por um grupo de amigos com uma preocupação crescente sobre a maneira como o país estava se desenvolvendo na economia global sem muitas regras. A rapidez da entrada do investimento estrangeiro na nossa frágil democracia, caracterizada por uma sociedade civil relativamente fraca e um sistema jurídico praticamente inacessível, criava o risco de se perder muito da nossa beleza natural, que acreditamos pertencer às pessoas deste país e que não deve ser posta à venda aos grandes grupos empresariais.” JA!. Ver: https://justica-ambiental.org/sobre/

 

 

KUWUKA JDA

 

KUWUKA Juventude Desenvolvimento e Advocacia Ambiental,  KUWUKA JDA: “Juventude Desenvolvimento e Advocacia Ambiental é uma Organização da sociedade civil que visa contribuir para o desenvolvimento integrado e sustentável, advogando a promoção da justiça social, económica e ambiental, governação participativa na gestão da terra, recursos naturais, consciencialização e capacitação da sociedade para activa participação na busca de soluções face aos desafios do presente e do futuro para o bem estar.” KUWUKA JDA. Ver: https://kuwukajda.org.mz/quem-somos/